Category Archives: Viagens América do Sul – Trips & pleasure

Invadindo BH – Belo Horizonte uai!

Prosopopeias em BH!

Sem escolha, minha empresa me convidou sem direito de recusa a exercer meus dotes financeiros e de gestão em BH. Bom passado o susto, e entender claramente o que significa o famoso ditado “entuba que dói menos”, vou contar a experiência de uma Batuqueira carioca da gema que foi transferida pra BH em pleno verão carioca. Vem comigo!

Entre muitas idas e vindas e muitos voos entre Rio e BH, uma coisa já descobri, passagem aérea se compra na 6a feira de madrugada. preços ótimos e super em conta papo de R $99 + taxas cada perna.

Aeroporto de Confins está localizado há 30km de BH mas que te dá a sensação de 50km, pode acreditar. Táxi Transcopass sai em torno de R $130 do Centro e Zona Sul, diga-se Savassi, Lourdes e arredores. Para Nova Lima que fica depois ainda custa em média R $160. Tem o táxi normal (branco) que custa em torno de R $110 Centro e R $130 Nova Lima. Uber R $100 Centro e R $120 Nova Lima. Tenho um contato que cobra R $80 do Centro e R $100 de Nova Lima, atualizo aqui depois. Dica do dia: Tem 30% nas tarifas de táxi assim como no Rio de Janeiro e é super rápido.

A outra opção é ônibus executivo, se chama Conexão. Tem ônibus saindo (e chegando de) de Confins  para a Rodoviária no Centro e Louders (Av. Alvares Cabral, No. 440 – Tel. 31 3224-1002) na Zona Centro-Sul, horários praticamente de meia em meia hora.

O mesmo esquema para Vila da Serra em Nova Lima. Só que é outra companhia, chamada Saritur. O Guiche em Confins está localizado atrás da loja de Informações ao Turista Terminal 1.

A passagem  custa R $33,90. Maiores informações http://www.conexaonovalima.com.br. Informações 0800 039 88 46. O percurso leva em torno de 1:30h, as vezes um pouco menos dependendo do trânsito.

Dica: Sempre considere em torno de 1:30h/2:00h como tempo estimado para conseguir chegar a Confins de BH ou Nova Lima. Antes disso é bem arriscado. trânsito pesado na hora de Rush e frequentes acidentes na BR impedindo o transito.

Hospedagem:

Minha primeira experiência foi no Hilton Garden Inn, localizado na Rua Prudente de Moraes No. 500. Hotel novo claro cama maravilhosa. Me hospedei neste hotel por 2 vezes e nas duas experiencias tive problemas e overbooking no tipo de acomodação pedida. Hotel maravilhosos, quarto claro, cama show, recepção perfeita, mas parece que o hotel vende mais habitações do que tem e isso acarreta problemas para quem faz o check in mais tarde.

O restaurante do hotel é terceirizado, se chama Olegário. Aliás se encontra em vários hotéis em BH. O restaurante é ótimo, mas pedir comida no quarto, nem sempre é a melhor pedida. Localização: Curti. Tem um Carrefour há 1 quadra e farmácia quase na frente.

Segunda hospedagem foi no Mercure Life Center. Quarto de ótimo tamanho mas precisando de um banho de modernidade. Recepção precisa melhorar a forma de comunicação com o hospede. Localização: Não curti. À noite é ermo e passa uns “noias” super esquisitos. Lugar escuro e a vizinhança a noite não tem movimento.

Na segunda semana morando em BH, aprendi rapidamente duas coisas que jamais farei novamente. Ter carro branco e ficar mudando de hotel. Me mudei para o Radisson Blu que fica localizado em São Pedro, quase em frente ao Shopping Patio Savassi. Faz tudo a pé e o hotel tem um atendimento de qualidade. A recepção precisa ter mais jeito de comunicar algumas regras, mas nada que uma boa conversa não deixe tudo esclarecido. Afinal se hospedar 3 meses em um hotel não é nada fácil e sempre terá algo que incomoda.

 

Uma dica fantástica: Quase todos os hotéis em BH acumulam milhas no Multiplus. Precisa passar o número do seu cadastro no ato do check in. Se esquecer, eles só conseguem retroagir o impute dos pontos se ainda estiver dentro do próprio mês.

BH tem um polo cervejeiro fantástico e incontáveis bares, botecos e restaurantes. Vou contar um pouco de cada um deles. Vamos nessa!

Comecei bem… Templo Cervejeiro Backer (R. Santa Rita, 220 – Olhos D’Água, Belo Horizonte – MG, 30390-550. Tel. 31 3228-8888). Perfeito e imperdível! Local bonito, comida boa e cerveja ótima. Tem uma almondega como aperitivo servida com um pão de cerveja que é fantástica. O local é imperdível, vale a visita.

 

Djalma Anexo (R. Jorn. Djalma Andrade, 14 – Belvedere, Belo Horizonte – MG, 30320-540. Tel 31 2514-1400) – Lugar bem interessante. Pedimos uma picanha que estava maravilhosa mas o tamanho não convence. Custo benefício duvidoso (R$89,00), mas o gosto estava sensacional. Vale a prova.

Empório Paraíso (R. Min. Orozimbo Nonato, 215 – Loja 89 – Vila da Serra, Nova Lima – MG, 34000-000. Tel. 31 3786-3119) – Um bistrô localizado em Nova Lima super maneiro. Toda 6a feira tem uma feijoada muito boa com um preço ótimo (R$26,00).

Dorival Bar & Parrilla (Alameda Oscar Niemeyer, 841 – Vila da Serra, Nova Lima – MG, 34000-000. Tel. 31  3643-4311) – Almocei lá outro dia. Tem alguns pratos a la carte, e tem 3 opções de carne com os acompanhamentos já inclusos. Não exitem, peçam uma dessas 3 opções. Eles servem a carne e os acompanhamentos são servidos tipo um rodízio: Chuchu no queijo, batata portuguesa mega fina, farofa de banana, arroz a piamontese, purê de maça com maracujá (Um dos mais pedidos), aipim na manteiga de garrafa (Fantástico), feijão tropeiro e dai pra muitas calorias mais. Realmente vale muito a pena.

O preço depende de qual opção de carne irá pedir mas a opção mais barata custa R$29,90 (Lombo ou filé de frango), a 2a opção R$39,90 (Steak Ancho) e a 3a R$49,90 (Picanha Ancho). O lado ruim, não tem ar condicionado. Prepare-se no verão.

Wals Cervejaria Arte (R. Padre Leopoldo Mertens, 1460 – São Francisco, Belo Horizonte – MG, 31255-200. Tel 31 3443-2811) – Vale o passeio além de cervejas fantásticas. Amei a Oito Um.

Hofbrauhaus Belo Horizonte (Av. do Contorno, 7613 – Lourdes, Belo Horizonte – MG, 30110-017. Tel. 31 3243-6500). Amei o lugar. Tem um belisteco de salsichas a vinagrete com queijo e picles, que é o que há. Sensacional! Não peça o couvert, não vale a pena. Eles tem 3 cervejas e uma sazonal. Curti!

Empório Viação Cipó hoje Empório Bar (Rua Silvianópolis, 74 – Santa Teresa, Belo Horizonte – MG, 31010-410. Tel 31 3466-8263). Tinha a dica de ir ao Bar Temático em Santa Tereza para comer bem. Chegamos lá, o bar cheio e os garçons não tão solícitos assim. Olhei para o outro lado da rua, enxerguei mesinhas na calçada na esquina, era tudo que um bom carioca longe de sua terra natal precisava. Sem falar no calor infernal que estava e dentro dos bares sem ar, nem se fala.

Perfeita escolha! Tudo que eu precisava. Serra Malte gelada, com uma comida maravilhosa. Rabada com folhas de mostarda (R$39,90) e Almondegas no molho (R$39,90), vale cada centavo pago, e a quantidade boa pra servir duas pessoas. Costelinha defumada com angu mole (R$24,00), estava bom mas a quantidade não era muita. Super indico o bar.

É uma esquina com 3 botecos. Amei o local. Ainda tem o Diógenes, uma figura rara que fica lavando os carros no local enquanto você almoça (R$25,00). Não lavei meu carro, pois descobri tarde demais, mas os carros que vi, saíram super limpos. Super indico.

Até o próximo bar….

 

Deserto do Atacama & Salar do Uyuni – 15 Dias

SALAR DO UYUNI

IMG_2407 IMG_2900

Quando tive a idéia de visitar o UYUNI não tinha noção do que ia encontrar, e com certeza superou todas as minhas expectativas de viagem.

A 1a. dica que tive foi procurar uma agência que tivesse loja no Chile e na Bolívia. Pois se acontecer algo no caminho com o carro fica mais fácil de resolver e solucionar. Vi muitos preços mas só fui a agencias indicadas:

– Colquer 85.000 pesos

– Cordillera Travel 124.000 pesos

– Cruzeiro do Sul 110.000

– Atacama Mistica 100.000

Acabei escolhendo a Cordillera Mistica por influência de meu amigo de viagem, mas até hoje tenho dúvidas se valeu a diferença grande que pagamos. Durante o percurso as outras agências acabam sempre cruzando por você de uma forma ou de outra, e pelo menos os carros pareciam todos da mesma qualidade.

Antes de escolher com que agência ir, tem que prestar atenção nos detalhes de cada roteiro de cada agência. A Atacama Mística não tinha banho nem na 1a e nem na 3a noite, foi o motivo pelo qual não escolhi ela. Todas a princípio não tem banho na 1a noite. Os banhos quente da 2a e 3a noite estão incluídos no preço pela Cordillera, as outras é cobrado a parte.

Temos que levar um galão de 5 litros de água por pessoa, que normalmente vai em cima do 4 x 4, então ou leve garrafas menores e vai enchendo ou deixe o galão com você embaixo no carro. Leve também snacks e lanche. Eles dizem que não pode levar queijos e frutas, mas ninguém verifica.

Para visitar o Salar de Uyuni pode-se entrar pela Bolívia ou pelo Chile, e é possível ir e voltar, ou entrar por um país e sair pelo outro.

Eu sai do Chile e retornei ao Chile. O passeio tem a duração de 3 dias e volta no 4o. dia. O 1o. dia é o dia mais cansativo e pior pois saimos de 2.500 Mts e vamos para 4.600 Mts.

Ao passar pela fronteira tem que dizer que está com alguma agência se não eles te cobram uma taxa de 15.000 pesos ilegalmente. A polícia da Bolívia não é a mais íntegra decididamente.

O passeio sai às 8h da manhã. Passamos pela aduana chilena e posteriormente pela boliviana. Agente toma um café da manhã antes de iniciar o passeio.

IMG_2107 IMG_2110 IMG_2112Visitamos:

Laguna Branca e Laguna Verde 

Indescritível!!!  IMG_2132 IMG_2133 IMG_2145 IMG_2174 IMG_2165 IMG_2164 IMG_2156 IMG_2155

Salar de Chalviri / Dalí Desert / Águas termais Polques

A viagem por dentro do deserto é sem dúvida nenhuma um encontro conosco mesmo… Próximo passo um banho na piscina termal. Paga-se 6.000 pesos para usar o banheiro e tomar um banho. O banheiro prefiro não comentar… péssimo é um elogio!!

IMG_2196 IMG_2199 IMG_2201 IMG_2213 IMG_2217

Sol da Mañana Geysers 

Os Geysers da Bolívia são de origem vulcânica, são de lava e é impressionante a força do vapor que sai da terra. Na realidade a sensação que tive é que estávamos o tempo todo em cima de uma bomba relógio prestes a explodir…

IMG_2232  IMG_2261IMG_2253 IMG_2245 IMG_2241 IMG_2238 IMG_2234

Paramos no 1o. abrigo para almoçar, deixar as coisas. Depois fomos na Laguna Colorada visitar. O abrigo da Cordillera é separado da vila que ficam as outras agências, e para nossa alegria, pagando 10.000 pesos pudemos tomar banho quente. Os dormitórios são a cada 6 pessoas, creio que para respeitar o número de passageiros de cada carro que também vamos em 6. Tem dormitório para casal mas paga-se US$120 a noite de diferença. A comida foi boa e claro estávamos famintos.

IMG_2285 IMG_2279 IMG_2276 IMG_2284 IMG_2299

Laguna Colorada

Chegamos lá por volta de 17h. Sem palavras para descrever. A idéia é dar uma volta pela lagoa, desce por um lado e sobe pelo outro lado.

IMG_2424 IMG_2420 IMG_2417 IMG_2403 IMG_2349 IMG_2347 IMG_2332IMG_2327 IMG_2320 IMG_2401 IMG_2409

Os ancestrais tinham um ritual de ir empilhando pedras uma em cima das outras e fazer pirâmides para pedir proteção ao que eles precisavam no momento: seus familiares, suas mulas, doença etc. Vemos isso o tempo todo e claro que com toda essa energia temos que seguir quem entende…

IMG_2310

Ver as estrelas…. IMG_2393

Acordando às 6:15h e pé na estrada…

IMG_2429 IMG_2432

1a parada: Árbol de Piedra…

IMG_2436 IMG_2439 IMG_2449 IMG_2452 IMG_2455 IMG_2460 IMG_2465 IMG_2469 IMG_2479

IMG_2488

Siloli Desert

O ponto mais alto da viagem 4.800 Mts.

IMG_2507 IMG_2517 IMG_2523 IMG_2518 IMG_2514 IMG_2502

Lagunas Antiplânicas (Honda, Negra)

 IMG_2531 IMG_2534 IMG_2541 IMG_2544 IMG_2548 IMG_2553 IMG_2559 IMG_2569 IMG_2579 IMG_2585 IMG_2592 IMG_2600 IMG_2602 IMG_2612 IMG_2621 IMG_2623 IMG_2637 IMG_2650 IMG_2652

Mirador Ollague Volcano

Um mirante para observar o vulcão ativo Ollague. Impressionante kilometros antes e percebe-se um mar de lava vulcânica…

IMG_2671 IMG_2668 IMG_2675  IMG_2680

Villa Martin e 2o. abrigo Hotel de sal. Aqui os quartos são duplos. Banheiro ótimo, e isso pode ser considerado como um elogio sim pois banheiro na Bolívia quanto tem, é luxo!! Por quase todo o passeio conta-se nos dedos os lugares que não se usa a moita..

IMG_2688 IMG_2692 IMG_2693 IMG_2695 IMG_2696 IMG_2697

A comida é boa mas fritura e é um pedaço para cada um, esquece repetir…

Acordar as 4h da matina só mesmo para ir para o Salar de Uyuni, o grande motivo da viagem e ver o sol nascer no maior Salar do mundo, não tem preço!!

IMG_2702 IMG_2720  IMG_2731 IMG_8236[1]IMG_2735

IMG_2725

Visita e café da Manhã na Ilha Incahuasi

IMG_2756 IMG_2760 IMG_2763 IMG_2772 IMG_2773 IMG_2778 IMG_2800 IMG_2804 IMG_8243[1]

Fotos no Salar de Uyuni!!!

IMG_2825 IMG_2829 IMG_2835 IMG_2848 IMG_2853 IMG_2856

IMG_2858 IMG_2873 IMG_2874 IMG_2883 IMG_2892 IMG_2894

1o. Hotel de Sal do Salar de Uyuni 

Não se usa mais para hospedagem, somente para visitação…

IMG_2895 IMG_2902 IMG_2910 IMG_2914 IMG_2922

Cidade de Colchani 

Onde almoçamos no 3o. dia.

IMG_2929

Cemitério de Trens

IMG_2935  IMG_2945

DESLIGA DA JUSTIÇA no Salar de Uyuni!!! 

IMG_2938 IMG_2916IMG_2788 IMG_8245[1]

Chegamos na cidade de Uyuni por volta das 13:30h. A cidade não tem nenhum atrativo a mais. Às 15:30h saímos em direção a SPA, infelizmente o passeio acabou!!

3o. abrigo reze pois é péssimo, inclusive na volta como voltamos por estrada, de terra, mas é por estrada, o carro novo é trocado e voltamos em um carro mais velho. O motorista também mais velho insano, enfim, a aventura continua!! Não vou tecer comentários sobre o banheiro… Prefiro não comentar!!

Quarto poara 3 pessoas e comida contada para cada um… Definitivamente este abrigo podia não ter acontecido… Mas o banho quente era ótimo!!

IMG_2946 IMG_2947

Acordando às 4:30h para retorno a SPA, fiquem com a paisagem… Sem comentários!!  Chega em SPA por volta de meio-dia. Feliz pela viagem!!!!

IMG_2957 IMG_2965 IMG_2966 IMG_2973 IMG_2978 IMG_2991 IMG_2993 IMG_2995 IMG_2996 IMG_3006 IMG_3018 IMG_3022 IMG_3024 IMG_3026 IMG_3028 IMG_3029 IMG_3030 IMG_8418[1]

 

Image

Deserto do Atacama & Salar do Uyuni – 15 Dias

SAN PEDRO DEL ATACAMA

IMG_2102

Meio de transporte – Avião, duração 1:40h de vôo. De ônibus o percurso dura 18 horas (Santiago a Calama). Calama se localiza há 1:20h de San Pedro del Atacama.

Caso não efetue uma reserva de transfer aeroporto/SPA/aeroporto, tem a opção da TransVip que se localiza no próprio aeroporto. Custa 22.000 pesos ida e volta mas se reclamar um pouco eles fazem ida e volta por 18.000 pesos. Pode deixar a volta já agendada, apesar deles forçarem você a agendar a volta posteriormente via internet ou fone. Se você forçar um pouco eles já deixam agendado. Tentei fazer pela internet e a hora não estava entrando por isso se der deixe já agendado.

Não leve nota de dólar ou real rasgada, nem um pedacinho. Eles não aceitam nota assim, nem para cambio, nem para pagamentos.

Hospedagem Hostel Campo Base, localizado na calle Toconao, super bem localizado pertinho da Calle Caracoles a principal rua da cidade. Custo dormitório por pessoa máximo 4 pax por quarto 30 dólares (banheiro dentro). Tem quartos com (85 dólares dia para 2 pax) e sem banheiro dentro do quarto (75 dólares dia para 2 pax). Café da manhã incluído e super bom. Quando tem passeio que sai antes do café, eles preparam um lanche para levar ótimo, é só avisar na recepção no dia anterior.

IMG_1918 IMG_1917 IMG_1916 IMG_1915 IMG_1913

Restaurantes

Carmen – Localizado na Caracoles. A comida normalmente dá para dividir e se pedir eles colocam a cerveja no freezer para gelar. Pratos em torno de 7.000 pesos. Cerveja gelada é sempre um problema fora do Brasil.

IMG_1587 IMG_1588

Grado 6 Restobar – Rola a noite um menu de 6.000 pesos que inclui: 1 entrada + prato principal + sobremesa do dia + 1 taça de vinho. Super em conta e o restaurante é bem legal, não é muito grande mas super alternativo. A taça de vinho extra custa 2.500 pesos e não vende a garrafa. Se localiza na Calle Gustavo Le Paige esquina com Tocopilla. Se não achar, todo dia um cara (cada dia com um chapéu e um deles é longo parecido com Duende, vai sacar logo quando o ver) fazendo propaganda do restaurante na Caracoles.

Quitor – É o bar que fica normalmente aberto até mais tarde, pois todos os bares fecham a 1h. Ele dependendo do movimento fecha as 2h. Tem música ao vivo todo dia das 21h às 22:30h. Preços em torno de 7.500 pesos. Tem umas saladas ótimas e uma carta de cerveja muito legal. Ótimo para casal.

IMG_2050 IMG_2051 IMG_2053 IMG_2055 IMG_2056

Cara de Piedra (Caracoles 325) – Comida boa e um preço bem interessante. Super legal o local. Uma sopa maravilhosa lá. Sopa 3.500 pesos; pizza 8.000; massa 7.500.

IMG_3046 IMG_3044 IMG_3043 IMG_3042 IMG_3041 IMG_3040 IMG_3038

Adobe – Restaurante um pouco mais sofisticado. Uma pizza maravilhosa. A noite rola um fogareiro de lenha bem legal, apesar de sair defumado. Preços em torno de 8.500 pesos. Pizza 7.500.

IMG_2097 IMG_2098

La Pica´da del Indio – Restaurante na Calle Tocopilla. Um preço ótimo e tem uns combos tb que custa 5.000 pesos com entrada e prato principal. Os outros pratos ficam nessa média também mas somente o prato.

IMG_3179

No meio da Caracoles existe um boteco que só vende cerveja. Super legal para tomar uns tragos.

PASSEIOS NO ATACAMA

Existem muitas agências em SPA, e li muito que deve-se ter cuidado e contratar os passeios em uma agência de qualidade. Para os passeios mais convencionais percebi que não havia muita diferença entre os carros e a qualidade do serviço. E como são passeios perto, acho que essa preocupação não é tão importante. Os preços tem uma variação importante, vale perguntar. Fizemos praticamente todos os passeios com a Colquer e não tenho o que reclamar, a não ser da não existência de ar condicionado nos carros e dependendo dos passeios isso fazia diferença, mas só conseguimos uma agência que realmente o ar condicionado do ônibus funcionou, o resto fica só na ventilação. Mas todas dizem que tem ar condicionado.

No Chile e principalmente em SPA notamos um preconceito com os brasileiros por parte dos chilenos. Tem alguns que deixam claro que não gostam de brasileiros, mas como a cidade está lotada de brasileiros, fiquei com pena destes seres… kkk.

Fiz um passeio com a Layana e não gostei do guia, ficou de piada com os brasileiros. Mas tecnicamente era um bom guia.

Existem 4 passeios convencionais que todas as agências fazem e por isso fica mais fácil de achar e são passeios diários:

Geyser Del Tatio

Passeio aos Geysers vulcânicos. Esses Geysers são de origem hidrico e são de gases quentes. Na minha opinião o melhor passeio do Atacama. Sai às 4:30h da manhã mas vale super a pena, e chega ao meio dia. Preços: Colquer 15.000 pesos; Layana em cash pelo hostel 17.000. Tem um adicional da entrada do parque de 5.000 (Aceita carteira de estudante 2.500). Visitamos os Geysers que ficam numa cratera  antiga. Existe uma piscina termal de água quente para banhar-se, super vale a pena. Na volta paramos na Vila de Machuca e comemos um churrasquinho de llama por 2.500 pesos. Delícia!! Inclue um café da manhã com direito a leite quente aquecido nos geysers.

Faz um frio de doer, levem muito casaco e principalmente luvas e gorros. Estava -5 graus!! E pode piorar…

IMG_1764 IMG_1767 IMG_1770 IMG_1773 IMG_1787 IMG_1793 IMG_1818 IMG_1827 IMG_1840 IMG_1844 IMG_1861 IMG_1866 IMG_1870

Vila de Machuca

IMG_1895 IMG_1900 IMG_1901

Valle de La Luna

Horário de 16h às 20h. Fizemos no mesmo dia que o passeio do Geyser Del Tatio, super tranquilo de visitar 2 lugares no mesmo dia. Colque custo 7.000; Layana 7.000 em cash. Entrada 2.000 pesos.

O passeio vai pelo Vale de La Luna caminhando por uns canyons de cristal de sal, no mínimo mega interessante para ver esses cristais.  Montanhas de sal. Visitação às 3 Marias que são pedras esculpidas como se fossem 3 pessoas rezando, super interessante! Depois passamos pelo Vale da Morte. No fim do dia vemos o por do Sol que é maravilhoso. Levar um casaco fino é o suficiente.

IMG_1930 IMG_1933 IMG_1939 IMG_1943 IMG_1972 IMG_1975 IMG_1977 IMG_1989 IMG_1990 IMG_1994 IMG_2005 IMG_2008

Vale da Morte

IMG_2019 IMG_2021

Por do Sol surpreendente!!

IMG_2027 IMG_2029 IMG_2031 IMG_2036 IMG_2045

– Valle del Arcoíris – O passeio vai a um vale lindo que é perfeito para tirar fotos, é lindo! Tenho uma relação com rochas que me passa muita energia, talvez por isso tenha gostado tanto. Existem diferentes tipos de minerais neste vale e cada um com uma cor diferente. Não é um passeio diário então se quiser fazer foque em fechá-lo primeiro por causa da agenda. Horário: 08 às 14h. Colque e Layana 25.000 pesos. Entrada parque 2.000 pesos.

O tour inicia-se com a visita aos Petroglifos, desenhos antigos de ancestrais nas pedras. Hieroglifos são desenhos pintados, esses são esculpidos nas pedras. Interessante mas nada demais.

IMG_1611 IMG_1610IMG_1620 IMG_1614 IMG_1622 IMG_1626

Depois tomamos um café da manhã no paraíso do Vale del Arcoiris.

IMG_1692 IMG_1669 IMG_1640 IMG_1635 IMG_1630 IMG_1644 IMG_1661

– Laguna Cejar ou Laguna Seca – No mínimo mega interessante, além de super refrescante poder banhar-se em uma lagoa no meio do deserto. Horário: 16h às 20h. Layana 13.000 pesos em cash + 4.000 entrada parque.

Passeio inicia-se na Laguna Cejar que são 3 lagoas próximas uma da outra. Somente em uma pode tomar banho. Mas o máximo do passeio é que pelo grau de salinidade você não afunda. É muito maneiro!! Dá um certo medo pois a lagoa é um buraco no meio do sal e não se enxerga o fundo, dá um certo nervoso, mas acaba esquecendo pois não afunda de jeito nenhum. Muito bom. Mas sai igual a uma carne seca, branca e cheia de sal, cabelo e roupas duras. Aliás em SPA a roupa seca em minutos e quando se tira do varal ela está dura, não dobra de jeito nenhum. Curiosidades do deserto!!

Laguna Cejar

IMG_8029[1] IMG_1712 IMG_1708 IMG_8054[1] IMG_1704 IMG_1700 IMG_1713  IMG_8048[1] IMG_8034[1] IMG_8070[1] IMG_8065[1]

Lagunas Ojos del Salar. Pode tomar banho, mas quando se chega lá já é um pouco tarde e faz um pouco de frio além de ser um mega buraco e sozinha não entro nem ferrando… kkk

IMG_8080[1] IMG_1736 IMG_1725 IMG_1727

Por do Sol com lanchinho e Pisco, e claro um visual inacreditável!!

IMG_1752 IMG_1759 IMG_1760 IMG_8182[1] IMG_8121[1] IMG_8155[1]  IMG_8143[1] IMG_8170[1]

– Termas Puritama – O grande achado e a grande surpresa do passeio. Um lugar com 8 piscinas termais no meio do deserto dentro de um vale. A única preocupação é cuidar com as mutucas que lá existem, muitas. Horário: 09 às 13:30h ou 14h às 18:30h. Colquer 10.000 e Layana 13.000 em cash. A entrada pela manhã é 15.000 e a tarde 9.000 (a tarde não aceita carteira de estudante pois já é preço promocional). A termas fecha às 05:30h. É fantástico, muito bom e a cor da água é indescritível.

Existe um outro passeio que é a Terma com trekking. Dizem que é maneiríssimo mas não foi muito fácil de achar e quando achamos já era no final de viagem e não fizemos por causa do preço 30.000 pesos.

Temperatura da água varia entre 28o. e 33o. graus.

IMG_2063IMG_2082 IMG_2076 IMG_2074IMG_2072IMG_2066 IMG_2084 IMG_2087

– Salar de Tara – Horário 08h às 16h. Preço 45.000 pesos. Não fiz o passeio mas vimos as formações rochosas na volta do passeio do Salar de Uyuni e são fantásticas. Acho que merece o passeio.

– Tour Astronômico – Existem vários mas o mais indicado é com a agência Latchir, fica na Caracoles. Tem um telescópio potente. 20.000 pesos. Não fiz pois não tinha condições climáticas mas dizem ser imperdível.

– Volcano LASKAR – Subir um vulcão e ainda um vulcão ativo foi sem dúvida uma das sensações mais indescritíveis não só da viagem mas da minha vida. Vencer a montanha é algo que parece impossível até você conseguir fazê-lo. Quase na exaustão chegar no cume e ver a paisagem abrindo nos seus olhos e logo depois ver a cratera com sua força e tamanho bem diante de você, é algo que o faz entender o poder da Natureza.

Saímos às 05:30h, e leva 1:30h até chegar no início da subida. Tomamos um café da manhã e checamos todos os equipamentos neste local.

IMG_3055IMG_3063 IMG_3061 IMG_3058 IMG_3069

Duas meias, uma calça térmica + uma calça Jeans + uma calça de neve, uma blusa térmica + uma blusa de lã + uma blusa manga longa normal + 01 camiseta + 01 casaco Flit + casaco de neve, 2 luvas, cachecol, gorro e sei lá mais o que = subir o vulcão e não sentir frio.

O carro vai até 4.900 Mts e agente sobe até 5.400 Mts num vulcão que tem 5.600 Mts de altitude. Bom quase morri subindo, parece que o ar não entra pelas vias normais e o ar é prêmio raro lá em cima. Numa situação dessas agente descobre a nossa força e que somos muito mais fortes do que pensamos.

IMG_3084 IMG_3086 IMG_3087 IMG_3091 IMG_3099 IMG_3107 IMG_3108 IMG_3114 IMG_3119 IMG_3120 IMG_3123 IMG_3135 IMG_3128 IMG_3127 IMG_3125 IMG_3136 IMG_3138 IMG_3143 IMG_3147 IMG_3148 IMG_3152 IMG_3153 IMG_3163

REMÉDIOS

Existem remédios para altitude e lá é super importante. Deve-se começar a tomar com uns 2 dias de antecedência. São eles: Ibuprofeno; Diamox e Acetazolamida (Dizem ser o melhor).

IMG_2286

E a seguir a cidade de SPA. Amei!! É maneiríssima… Até um bloco de carnaval encontrei!! Bom para uma batuqueira isso foi muito especial…

IMG_1590 IMG_1591 IMG_1596 IMG_1600 IMG_1603 IMG_3176 IMG_3177 IMG_3180

Amigos queridos de viagem com direito a fogueira no deserto!!

IMG_1668 IMG_2512 IMG_3173 IMG_3182 IMG_3175

Até o próximo post!!!

Deserto do Atacama & Salar do Uyuni – 15 Dias

SANTIAGO

Cia Aérea Lan. Duração da viagem 4:20h. Custo da passagem R$1420,00 (Trecho Rio/Santiago/Calama/Santiago/Rio).

Transfer Aeroporto/Hotel – Pegamos um ônibus que custa 1540 pesos chilenos. Ele larga na estação de onibus e metro Los Heroes. Dali pegamos o metro que custa 700 pesos chilenos dependendo do horário. O táxi varia entre 15 e 20 pesos chilenos. Existe uma empresa chamada TransVip que cobra 1400 pesos até a estação Los Heroes ou 6.800 até o hotel, mas o carro é compartido em até 6 pax então pode demorar um pouco mais. Eles fizeram ida e volta 12.400 pesos chilenos.

IMG_1382 IMG_1387

Hospedagem em Santiago – Mela Blu Apartments localizado na Rua Lastarria No. 70. Super bem localizado, na principal rua do Centro super alternativo o bairro com vários bares e restaurantes. R$539,48 apartamento duplo para 3 noites. Apartamento completo com geladeira, fogão, micro etc, na reserva diz que tem ar condicionado mas isso é brincadeirinha, tem não. Super perto da estação de metro Universidad Catolica.

IMG_1391 IMG_1392IMG_1390 IMG_1389

Vista do apê!

IMG_1482 IMG_1485 Mas no mais, tudo bem perfeito. Lastarria fica perto de todos os bairros e locais de visitação.

IMG_1480 IMG_1481

O Centro de Santiago dá para conhecer em 1 dia para os amantes da caminhada. O cambio é feito normalmente na Calle Ahumada e é super recomendado ver o preço em todas pois o preço varia muito. Conseguimos preços melhores nas ruas transversais.

Cerro Santa Lucia

IMG_1401 IMG_1398 IMG_1395 IMG_1394 IMG_1404

Teatro Municipal

IMG_1406 IMG_1405

Igreja São Francisco Xavier

IMG_1407 IMG_1408

Palácio do Governo e arredores

IMG_1415  IMG_1429   IMG_1431 IMG_1432  IMG_1436  IMG_1439

Tumulo dos fuzileiros de guerra IMG_1419 

Catedral de Santiago – Plaza de Armas

IMG_1443 IMG_1441 IMG_1444IMG_1442 IMG_1445IMG_1446

IMG_1447

Fecha às 17h, chegamos 1h antes então pagamos 1.000 pesos cada, tipo uma promoção pelo horário que estávamos entrando.IMG_1448 IMG_1449 IMG_1456 IMG_1459IMG_1464IMG_1462IMG_1465

Plaza De Armas 

IMG_1467 IMG_1471 IMG_1472

Mercado Central

O horário muda de acordo com o dia da semana. O dia que fecha mais tarde é 6a. feira às 20 h mas se chegar lá umas 18:40 h tem pouca coisa aberta.IMG_1473

 

Almoçamos no restaurante Tio Willy. Comemos um prato de peixe com molho de camarão ao queijo que estava divino. Custou em torno de 9.000 pesos. Tem que pedir arroz e outros complementos a parte. Comemos um Cevit de camarão com salmão muito bom, não existia mas ele fez para agente, custou 4.500 pesos.

Antiga Estação de Trem – Agora um Centro Cultural

IMG_1474IMG_1477IMG_1478

Conversão Dólar variando entre 570 e 594.

VISITA CONCHA Y TORO

Existem passeios contratados até lá, mas nós fomos de metro. Precisa pegar a linha roxa (pagamos 640 pesos) e saltar na estação Las Mercedes. Vai saltar em frente ao supermercado. Existe 2 maneiras de se ir de lá até a vinícola: Metrobus ou táxi.

Táxi pagamos 3.000 pesos. MetroBus é azul claro e passa de 1h em 1h, e o custo era em torno de 1.500 pesos. Na volta pegamos uma van que custou 1.000 pesos (apesar do taxista dizer que não era muito recomendado) e nos deixou em frente a estação de metro. Perfeito!

Existem 3 tipos de passeio: O básico que custa 9.900 pesos que dá dierito a 3 tipos de vinho para degustação; o 2o. passeio é igual ao primeiro mas depois vamos para uma sala com degustação de mais 5 vinhos e queijos da marca Marques de Casa Concha. Essa degustação custa 19.000 pesos mas vale super a pena. O 3o. tipo é para grupo fechado, eles nem sugerem.

Fiz a reserva do tour pela internet e paguei lá. O passeio é meio comercial tipo tem que cumprir horário mas é muito legal. Inclusive conhecemos El Diablo que originou a história e o nome da coleção Casillero del Diablo.

IMG_1534

IMG_1492  IMG_1510 IMG_1514 IMG_1506IMG_1516 IMG_1517 IMG_1519 IMG_1526 IMG_1548 IMG_1552 IMG_1554 IMG_1558

Quase tudo em Santiago e no Atacama aceita carteira de estudante, quando não é 50% pelo menos um desconto rola, então não esqueça a sua…

Image

Patagônia Argentina – 09 Dias – Ushuaia e El Calafate

IMG_1741 Decididamente esta viagem é a realização de um grande sonho!!

A sensação de quero mais e dever cumprido não tem preço.

Iniciamos a viagem por El Calafate, pois comprei a passagem muito em cima da data da viagem e não tinham mais vôos nesta data iniciando por Ushuaia, que era minha preferencia inicial. Depois da viagem feita, super indico que a viagem seja iniciada por Ushuaia. Pelo menos para os amantes do gelo.

Fomos de Aerolineas, mesmo a contra gosto. Como fevereiro é alta temporada não consegui fechar a passagem pela TAM ou pela Lan, não tinha disponibilidade ou saía infinitamente mais caro. Me surpreendi! Vôos na hora, aviões nem tão velhos assim, somente um trecho deu vontade de chorar da situação (risos). E a passagem saiu num preço ótimo para quem comprou 2 meses antes somente.

Nosso vôo era Rio/Buenos Aires e Buenos Aires/El Calafate, preço em torno de R$1600,00 ida e volta. Em Buenos Aires você pega a mala e faz a alfândega. Pois o 2o. trecho é interno/nacional. Os valores de alimento no aeroporto são uma fortuna então levem Pesos. Com as novas taxas no saque, você saca 200 pesos e paga 40 pesos de taxa.

IMG_1675

Chegamos em El Calafate às 10:30 h. No aeroporto tem transfer em micro ônibus que custa 70 pesos por pax. Eu paguei em USD que saiu em torno de USD8,00. Não consegui achar outro tipo de transporte para sair do aeroporto, nem Táxi pois o aeroporto é no meio do deserto e muitos passageiros já chegam com transfer contratado. O Remís (Táxi não oficial) saia por 210 pesos.

O Dólar é aceito em todos os estabelecimentos. Em El Calafate o Dólar estava 10:1 na loja de souvenir e oficialmente 8:1; e em Ushuaia 8:1 e/ou 09:1 dependendo do lugar.

Chegamos ao Hotel por volta de 13h. Em El Calafate não tem muitos tours de meio período. Para fazer um passeio  de meio período, ou você aluga um carro e vai até os locais turísticos ou os passeios existentes são: cavalgadas, andar de triciclo no deserto, trekking etc. Passeios mais parecidos com que temos no Brasil.

Passeios pelas geleiras todos são fullday. O passeio de triciclo pelo deserto é bem legal. Custou 380 pesos por pax.

Quando escolhi viajar para a Patagônia, a ideia era que o Perito Moreno era a coisa mais maneira a se fazer. E achei que 3 dias inteiros seriam o suficiente para visitar pelo menos os melhores roteiros. Doce ilusão claro!!

Quando chegamos lá e vimos a gama de passeios, ficamos loucos para escolher qual deles faríamos. Tivemos que eleger os que poderiam ser os melhores. Acho que acertamos de alguma forma…

Existem 3 coisas no Perito Moreno a se visitar: As passarelas e seus mirantes, passeio a pé; Fazer o Safari Náutico passeio de barco até bem perto da geleira; e o trekking de 2 h e 4 h caminhada no gelo.

Cada agência faz o tour a sua maneira. Tem passeios turísticos convencionais de 01 dia, que fazem o passeio pelas passarela pela manhã (passeio que contorna a geleira de frente) e a tarde o Safari Náutico que é um tour em um barco grande que vai até a geleira pela água.

Escolhemos o passeio GS Cultura (Glaciar Sur) que vai por dentro do parque, onde a agência Calafate Extremo é a única que tem permissão de fazer este passeio por este percurso. Todas as outras vão pela estrada. Esta agência trabalha com passeios para grupos menores.

Sai de El Calafate às 9h, indo em direção a Estância Anita no Lago Argentino, onde acontece um almoço Criollo: Legumes, batata assada e um assado acompanhado de um belo vinho na frente do Lago Roca. Fantástico!

IMG_0150 IMG_0171

Após o almoço seguimos de barco até um ponto dentro do Parque Nacional Los Glaciares. Fizemos uma caminhada de uns 500 m e pegamos outro barco para ir ver a geleira de perto.

IMG_0236 IMG_0237

Sensacional, mas como o  barco não é muito grande não se pode chegar tão perto. Fiquei com uma sensação de quero mais. Logo após fomos para as passarelas e tivemos 1:30 h para andar pelo local. Vontade de ficar horas olhando aquela paisagem e as geleiras “estourando” e indo água abaixo. Custo do passeio 980 pesos por pax.

IMG_1685IMG_1684

IMG_0237 IMG_1689  IMG_0272 IMG_0286

O passeio de trekking ao Perito Moreno tem limite de idade que vai de 16 a 65 anos, e eles não aceitam nem negociação. Caso tenha pouco tempo e queira fazer o trekking, uma boa opção seria fazer Perito Moreno em 1 só dia. O passeio com trekking pela manhã com Safari Náutico e a tarde o passeio pelas passarelas. Ganha-se tempo e é o que vale no final, apesar do barco neste passeio ser maior e ter mais gente e maior disputa para fotos, em compensação chega-se bem mais perto do Glaciar.

O passeio pelo parque é bonito mas para quem está com tempo curto e quer fazer o trekking, precisa decidir o que é prioridade. Tive que fazer o trekking no dia do vôo para Ushuaia, pois nosso vôo só saia às 16h. Pressão de como ir pois o passeio de full day não voltaria a tempo de eu ir para o aeroporto, além da decisão de quem já tinha se arrependido de não ter feito o trekking antes.

Contratei um remís (Táxi) para me levar e trazer de volta. Sai às 07h do Hostel para chegar no porto no Parque dos Glaciares às 09 h (1:30h de El Calafate/80km). Entrei em um passeio full day, fiz o trekking com Safari Náutico em um barco maior, e depois voltei direto para o aeroporto. IMG_2033 O barco te leva para o outro lado do Glaciar para efetuar a caminhada e depois você retorna ao porto ao lado das passarelas. Quem tem hora, precisa calcular pois mesmo que o trekking termine antes, o barco para retorno tem horário e sempre atrasa um pouco. O trekking é sensacional!!

IMG_0746IMG_0763 IMG_0767IMG_0755 IMG_0730IMG_0706 IMG_2117

IMG_2055 IMG_2099  IMG_2085

Imperdível!! Tempo de caminhada 1:30h. Preço do passeio ao Trekking pela Hielo & Aventura custou 670 pesos (preço normal passeio full day 800 pesos) + Remís 700 pesos ida e volta mais transfer aeroporto + 90 pesos entrada ao Parque Nacional Los Glaciares.

IMG_2176IMG_2140 IMG_2132

No passeio que fizemos GS Ventura pelo parque não se paga esta taxa por entrarmos pelo parque e não pela estrada.

Outro passeio, e este foi o mais incrível que fizemos, foi o GS Aventura que é um hike pelo Glaciar grande, com a mesma agência que fizemos o passeio ao Perito Moreno. Eles fornecem uma sacola para o almoço que cada um carrega a sua, com: um sanduíche, suco, água e uma barrinha, pois não dá para levar refeição pelo trajeto ser de difícil acesso.

Até a Estância Anita o passeio é o mesmo que o GS Cultura. IMG_0362 Na Estância pegamos um barco que vai pelo Lago Argentino cruzando o Brazo Norte que eles chamam de passeio ao lado norte.  Chegamos em um local do Parque que se inicia o hikking. São 7km para ir com algumas partes de subida que dá para cansar, e claro que assim como tudo que sobe tem que descer, tudo que vai tem que voltar… Os mesmos 7 km para voltar serão feitos, ou melhor foram feitos. IMG_0384Caminhamos durante 3 km,
depois pegamos botes motorizados pelo Lago Frías, que é um escândalo!

IMG_0402

Depois caminhamos mais 4 km, até chegar no paraíso, no Glaciar Grande. IMG_0442Além do Grande, tem mais 2 Glaciares no local. Não dá para chegar muito perto, mas o local é “sem comentários”!!

Esse passeio é novo. A agência levou 14 anos para conseguir essa concessão pelo Parque. Eles nos explicaram que na Argentina é super difícil conseguir autorizações para qualquer tipo de exploração dentro dos parques. IMG_0437Por isso não se encontra passeios de helicópteros sendo comercializados lá, e seria deslumbrante essa ideia. Custo do passeio por pax = 980 pesos, pagamos 800 pesos por termos feito os 2 passeios.
IMG_0440
 IMG_0454IMG_0478

Outro passeio que vale muito a pena foi o Viedma Ice Trekking pela agência Viva Patagônia. Custo 1350 pesos por pax. Viedma é o maior Glaciar da Patagônia Argentina. Fomos somente a um pedacinho, que já foi fantástico.

IMG_1866IMG_1862 Esse passeio faz parte do El Chalten Adventure que são duas opções para quem quer conhecer a zona de El Chalten mas não terá tempo de fazer as trilhas do Parque.

Uma das opções é ir ao Parque de ônibus na parte Norte para conhecer por um passeio de ônibus e almoçar. Depois ir de barco conhecer o Glaciar Viedma (preço 1050 pesos). Não sai do barco.

A nossa opção foi a 2a.: Vimos o Fitz Roy/El Chalten da estrada, paramos para tirar fotos e depois seguimos em direção ao Viedma. Não tem almoço incluso, por isso é necessário levar. Água também, aliás em todos os passeios levem água.  É possível encher a garrafa nos lagos, por isso não é necessário levar uma garrafa muito grande, ou até mesmo consegue-se “chupar” o gelo dos glaciares, é só cavar um pouco e o gelo debaixo é bem limpo.

Mapa Geleira Viedma

Para chegar ao local do trekking, fizemos primeiro um passeio de barco para ver o Glaciar de perto, que é super maneiro pois ficamos bem perto dos IcebergsIMG_0523, e depois saltamos para fazer o trekking. São 2 horas caminhando por cima do gelo, é fácil mas o Viedma é bem mais “montanhoso” que o Perito Moreno que é mais plano. Mas os dois são fenomenais, indescritíveis! A cor do gelo é menos translucida que o Perito Moreno e mais “suja” com restos da floresta que se acumulam quando o glaciar se forma. Este glaciar tem montanhas com vegetação ao seu redor. Esse passeio começa às 7 h e só retorna ao hotel às 21 h.

IMG_0538 IMG_1977IMG_0554 IMG_0534 IMG_0588 IMG_0540IMG_0616  IMG_0672 IMG_2004 IMG_0628

Existem muitos outros passeios que não conseguimos fazer por falta de tempo, mas seguem algumas dicas:

– Estância Cristina – Vai de 4 x 4 até a estância, lá tem um almoço local (opcional) e depois há a opção de caminhada de aproximadamente 4 km até um mirante para ver o Upsala de cima (opcional). Todos dizem que é fantástico. Preço passeio normal 780 pesos, com trekking a Upsala 1.000 pesos, adiciona mais 210 pesos de entrada e mais alguma outra cobrança que não lembro agora. Para quem quer almoçar o assado argentino adicione 240 pesos.

– Upsala Kayak Experience – Dor tremenda de não ter feito, mas a idade mínima era 18 anos e havia um integrante menor, e para sermos um grupo unido, até por que quem descobriu o passeio foi o próprio ser, não fizemos. É um passeio que você vai de barco até Upsala e lá você troca para o Kayak e navega pelos Icebergs por 2 horas. Preço 1350 pesos por pessoa. Agência Viva Patagônia.

Kayak UpSala

– Dois outros passeios que acho que valem mega a pena são: Os trekkings pelo Parque de Fitz Roy/El Chalten e o passeio à Torres Del Paine no Chile.

Torres Del Paine fica a 2:30h de El Calafate, achamos muito pesado para um passeio de ida e volta no mesmo dia, apesar de termos certeza que é lindo e vale muito a pena (Preço 920 pesos + 40 pesos entrada parque).

Trekkings pelo Parque de Fitz Roy/El Chalten dá para ir de ônibus comum que sai da rodoviária de El Calafate custa 120 pesos ida e volta, e sai às 07 e 09h e retorna o último às 16:30h. A cidade de El Chalten é linda, vale uma estada lá.

Mapa El Chalten

– Rio de Hielo – Glaciar Upsala e Glaciar Spegazzini, passeio de barco. Preço 560 pesos.

– Todos Glaciares – Glaciar Upsala, Glaciar Spegazzini e Glaciar Perito Moreno, passeio de barco. Não vai às passarelas no Perito Moreno. Preço 800 pesos + 130 entrada parque.

Dica 1: Todos os Ice Trekkings tem que fazer de bota. Em El Chalten tem uma loja que aluga botas por 70 pesos o dia. A Patagônia Shop na própria General San Martin a rua principal.

Mapa El Calafate

Dica 2: Como se anda muito, é normal ficar com bolhas e dependendo do sapato que se tem, não se consegue fazer o tour. Caso isso ocorra na véspera de algum passeio, vá ao hospital da cidade, e converse com o médico e peça um atestado comprovando que será impossível de você fazer o passeio, caso tenha que caminhar por causa das bolhas. Você não paga o passeio neste caso. Pode ir a qualquer hora, pelo menos eu fui às 23:30 h e levei 15 min para conseguir um atestado pro meu filho. Ele teve que ir para mostrar os pés.

Ficamos hospedados no Schilling Hostel, localizado na Gobernador Paradelo no. 9405. Super bem localizado, fica a 2 quadras do início da San Martin, tem uma leve ladeira mas que nada atrapalha. Dois supermercados bem perto. O preço ficou em USD 340 para 3 paxs por 4 diárias com café da manhã.

A atendente Malren que trabalha na Recepção é que nos indicou todos os passeios e todas as dicas, super agradeço a ela. Fantástica! Fechamos tudo no Hostel mesmo com ela pois não adianta tentar achar outro lugar mais barato, lá é tudo o mesmo preço, independente onde você procure. Preços tabelados, não adianta muito perder tempo procurando.

Normalmente os bares e restaurantes encerram às 23h, mas há um ou dois bares que ficam até tarde. E nessas cidades ficar aberto até 2 am já agradeça muito!! Não é difícil de achar pois tudo acontece na San Martín.

Rumo a Ushuaia… O transfer para o aeroporto custa 210 pesos no remís, a não ser que você consiga adequar a algum passeio. No aeroporto precisa pagar a taxa de embarque pois normalmente as passagens compradas no Brasil só estão inclusas as taxas dos aeroportos dos vôos internacionais. Taxa em El Calafate USD 19,77. O câmbio usado é o oficial (7,69 USD/Real). Em Ushuaia rumo a Buenos Aires paguei 56 pesos.

En El calafate não é muito necessário ter pesos, todos aceitam o USD e normalmente é benéfico pagar em USD já que a taxa de conversão é sempre maior que a oficial. E caso tenha troco a receber, você recebe em pesos (mais pesos neste caso) e serve para pagar as pequenas contas como táxi, a taxa de embarque, onde a conversão não é interessante para pagar em USD. Mas as vezes não tem solução se só se tem USD na mão.

Ushuaia é uma cidade maior, mas tudo se resume a Calle San Martín também. Nos hospedamos no Antarctica Hostel que custa 120 pesos por pax a diária em cama em dormitório com banheiro compartilhado. Super maneiro, tem armário no quarto, 4 banhos e 4 privadas no banheiro, não tem fila. Café da manhã até 11h, e é bem completo. Tem geladeira na cozinha para quem quiser passar no mercado e comprar comida para fazer no próprio Hostel, pois Ushuaia é mais caro que El Calafate; e também bem mais frio, batendo os queixos, por isso considere roupas mais quentes para Ushuaia. Gostei bastante do Hostel, conhecemos várias pessoas reclamando de hóteis em Ushuaia e pagando bem mais caro.

Ushuaia é uma cidade com isenção de taxas alfandegarias por isso deveria ser bem mais barato comprar lá, isso nem sempre é real, mas casacos vale super a pena com o câmbio do USD a 10:1. Casacos que aqui no Brasil se compra por mais de R$600, lá paguei em torno de USD160.

O câmbio eu fazia em uma loja de Souvenier na San Martín No. 245 pertinho do Hostel. Há um supermercado na Calle Governador Paz No. 190 bem pertinho também do Hostel só que para cima da cidade. Na verdade Ushuaia se anda a pé. Não senti falta de carro ou ônibus nem uma vez.

Ushuaia é bem diferente de El Calafate, não tem geleiras. Ushuaia é uma estação de ski no inverno, e disseram que é ótima. O único passeio que realmente foi indescritível foi o passeio à Pinguinera. Sem palavras!! Existem várias agências que fazem o passeio à Pinguinera, mas o único que você salta na ilha é o passeio pela Piratour. Super vale a pena a dica, reserve antes, pois chegamos lá e tentamos trocar para adequar aos passeios que queríamos fazer e já não havia muitas opções. O tour sai ás 8h e às 14h.

 Piratour

O passeio começa no Porto de Ushuaia, depois vai de ônibus até a Estância Harberton. Lá pega uma lancha rápida e chega a Isla Martillo que ficam os pinguins.

IMG_0865[1] IMG_2241

Há um caminho mapeado para se caminhar, mas os pinguins ficam muito perto, alguns atravessam na sua frente. Cuidado os pinguins avançam, por incrível que pareça. São bravos! Mas é demais… E frio também! Levem luva e casacos e gorros etc., principalmente no barco.IMG_2240

IMG_0879[1]IMG_0875[1]

Na volta na Estância Harberton visita-se um museu local que é bem interessante. IMG_2324IMG_2320

Preço 800 pesos + 80 pesos entrada Estância. Somente a Piratour faz o passeio descendo na ilha, as outras agências chegam perto há uns 3 ou 4 metros, mas não é a mesma coisa, definitivamente!

O câmbio da Piratour é 8:1, vale a pena trocar na loja de souvenier e levar em pesos argentinos.

Outro passeio que fizemos foi a Travesía Lagos 4 x 4. Preço 990 pesos. Fizemos pela agência Canal Fun & Nature, pois o atendente do Hostel nos indicou como a melhor e mais profissional. Havia uma outra por 800 pesos. A diferença era que havia um passeio de kayak que a Canal disse que faria independente do tempo, e a outra não. Na hora não aconteceu pois parte do nosso grupo não queria remar e o guia não fez muita força também, pois o Lago estava revolto mesmo. É só para deixar registrado que a regra é igual para todos no final. O caminho que fizemos de 4 x 4 foi realmente bacana, passa pelo Lago Escondido que vemos de longe, e ao final rodeamos a margem por um trajeto de uns 2 km, pelo Lago Fagnano que chamam de mar, pois pela força do vento, o Lago tem ondas como se fosse um mar mesmo.

IMG_1019[1] IMG_1044[1]IMG_1032[1] IMG_1037[1]IMG_1052[1]

Somente essa empresa faz este percurso, as outras vão pelo outro lado do Lago. Passamos por dentro do lago algumas vezes, é bem bacana o passeio. O banco da frente no carro é o mais confortável, e o guia até pede para revezar, mas na hora que atravessa o canal por dentro do Lago, entra água. Quem vai no banco de trás fica mais confortável do que quem vai na caçamba do jipe na parte de trás, mas a perna fica completamente sem espaço.

Teve um almoço incluso de um assado argentino com vinho que ocorre em uma cabana que foi muito bom. O guia excelente! Valeu muito o passeio no final das contas.

IMG_1059[1] IMG_1062[1]

Visitamos o Parque Nacional Tierra del Fuego. Paga-se 120 pesos ida e volta em uma van, e dentro do parque existem 5 pontos de parada. A van te deixa no ponto que você escolher dentro do parque. O parque é bacana para fazer trekking, as rotas perto das paradas das vans são bacanas mas nada que não se veja no Brasil, pelo contrário, temos parques maravilhosos aqui. IMG_0831Sinceramente para quem não vai fazer as trilhas aos picos, não vale perder muito tempo. Uma brasileira fez o Pico Cerro Guanaco e disse que é fantástica a trilha, apesar de “puxada”, demora-se 4 h. Paga-se 80 pesos de entrada no parque.

Normalmente você precisa dizer em que horário e ponto você quer ser buscado para voltar ao hotel. Para ir tem van de 1 em 1 h, na volta só de 2 em 2 h. Atenção: Caso você queira voltar antes ou depois do horário que você deixou combinado, vai depender de ter disponibilidade na van. Nem todas as vans que passam, são da empresa que você comprou. Precisa perguntar antes, por isso se você vai mudar o horário mostre o tíquete para facilitar a conversa para identificar de que empresa você adquiriu o tíquete.

IMG_0854IMG_0839 IMG_0843 Esse nó no caule da árvore, é um fungo que vai crescendo em torno do caule e com o tempo mata aquele caule e muitas vezes, uma só árvore tem tantos que mata a árvore. Esse nó é usado para várias peças de artesanato local.IMG_0846

Não andamos no trem pois o horário é somente pela manhã e não achamos que valia a pena pelo valor cobrado. Não recomendo contratar um tour ao parque, dinheiro jogado fora. Vá por si só de carro ou na van. Só se for para andar de kayak, vi e morri de inveja! Leve água!

Fizemos o passeio pelo Canal Beagle. Preço 380 por pax. Em torno de 4h de passeio. Faz muuuito frio!! O ponto mais maneiro do passeio é na Ilha dos Lobos onde avistamos os lobos marinhos, bem bacana. O restante do passeio é interessante pelo local e importância que tem. Tem um lanche no passeio. Paga-se 10 pesos de taxa para entrar no porto. O ideal é pagar antes do passeio começar. Este passeio tem saídas pela manhã às 8 h e pela tarde às 15 h.

Tem um passeio chamado Avistaje de Castores, que custa em torno de 600 pesos mas não tem todo dia. Eu gostaria de ter feito, deve ser bem interessante. Apesar que os castores hoje são um problema em Ushuaia. IMG_0836Levados inicialmente 25 casais para iniciar uma produção de peles, fato que não deu certo pois o castor tem uma pele dura e sem pelos, se instalaram na floresta e estão fazendo diques onde está matando a flora local, e sem predadores naturais, estão virando uma epidemia. É um passeio noturno a partir das 18h com um jantar incluso.

O único museu que visitamos foi o Museu Marítimo que por muitos anos foi o presídio da Cidade de Ushuaia (prisão militar de Ushuaia), onde era quase impossível de escapar seja pela condição climática seja pela localização geográfica de difícil acesso. Fim do Mundo!!! IMG_1080IMG_1078 IMG_1077

Dica 1: Tem uma loja na San Martín No.823 que tem uma parte off no 3o. andar de casacos que são bem mais baratos, aliás de todos os itens que a loja vende. Vale a pena checar.

IMG_2337

Dica 2: Comemos um caranguejo gigante fantástico. Você escolhe qual quer comer. Não é barato, mas decididamente estar na terra deles e não comer, não faz sentido nenhum… Foi no Freddy La Cantina Fueguina. Vale conferir! É a peso. Deixei bem uns 600 pesos para 2 pessoas.

IMG_2192 IMG_2203

Dica 3: Tem vários restaurantes com eat all you can,com assados (cordeiro, frango e carne) que custam entre 165 pesos e 180 pesos dependendo do restaurante. Comemos e foi super aprovado.

Pena que sempre acaba… Até a próxima!

Vinicolas, a descoberta dos sabores e provas!!! – 3o. Dia

Bom… Este dia era para ser um passeio pelas águas termais perto de Mendoza e um rafting. Mas o Rio estava tão baixo e agente gostou tanto da visita na Zuccardi que decidimos alterar o roteiro e ir “às compras”!!

Decidimos visitar a Vinícola Belasco de Baquedano que tem uma sala de aromas.

3o. Dia Vinícola 

Fomos primeiro na vinícola Alta Vista que os donos são franceses. Foi bacana a visita e foi bom conhecer a vinícola mas o melhor vinho deles, não foi posto na degustação. Uma pena.

Mas tomamos um vinho branco uva Torrontes que foi bem gostoso.

IMG_8534

Visitamos a produção e as cavas onde guardam os barris de carvalho. Aqui usam Barril Frances e Barril Americano que é bem mais barato. IMG_8533

Mas por todas as vinícolas podemos ver as oliveiras em paralelo com as videiras, e a azeitona apesar de eu não gostar, dizem que as do pé, são bem piores. Mas é quase uma árvore, isso é bem legal de conhecer.  IMG_8525

Bom, visita feita, vamos ao que interessa… Belasco de Baquedano. Não tínhamos reserva então Ruben agendou para nós.

IMG_8536  IMG_8530

Muito bonita, a visita é sensacional, e a sala de aromas é incrível. São potes de acrílico que tem os odores primários, secundários e terciários com as devidas explicações. Também aromas de imperfeições nos vinhos. Além da sala ser bem bonita e interessante de vivenciar.

IMG_8547  IMG_8542

No salão de aromas podemos conhecer como e de onde sai a cortiça, em que árvore ela é colhida e todas as informações sobre, muito interessante. 80% da produção mundial sai de Portugal, não é a toa que é um material tão caro e escasso.

IMG_8556 IMG_8555

Após a nossa visita, fomos almoçar com 5 degustações. O almoço da Norton é melhor, mas foi bem legal até por que a vista do restaurante é divina!! O almoço saiu 280 pesos e como almoçamos não pagamos a visita. O vinho Rosé deles é sensacional.  IMG_8567IMG_8569  IMG_8563

 

E agora, hora de dizer tchau!! Meu vôo para Córdoba saia em poucos minutos às 16h e Ruben veio me salvar avisando que já eram 14:30h.

Bom eu já havia levado minha mala pronta no táxi, estava tão pesada com tantas garrafas que achei que ia pagar muito excesso de peso, pois no site da Aerolíneas Argentinas o peso era 15kg de excesso. Acho que alguém foi com a minha cara pois não paguei um centavo seguer.

Outra dica, se for vôo nacional de Mendoza para outra cidade da Argentina, eles permitem que se leve uma caixa com 6 garrafas como mala de mão.

E no Vôo internacional pode-se despachar a caixa. O que fiz foi, comprei plástico grosso, fita de empacotar e embalei a minha mala e a caixa, quando cheguei em Córdoba despachei a caixa direto. O custo de embalar e lacrar a mala e a caixa sai por 24 pesos (3 folhas plásticas + fita embalagem) enquanto que no aeroporto sai 75 pesos por peça.

Em alguns sites eu li que algumas pessoas estavam visitando as vinícolas de ônibus ou bike. Pelo preço pago fico na dúvida se vale a pena, pois tem algumas vinícolas como a Zuccardi e a Achavel Ferrer que são mais longe, e não tem como ir sem ser de carro, bike chega…

O importante é ir. Alguns amigos ficaram nos zuando por que era uma viagem de 5 dias somente… Quer saber? Foi a melhor coisa que fiz!!

Boa viagem!!

Vinicolas, a descoberta dos sabores e provas!!! – 2o. Dia

2o. Dia Vinícola – Maipu

Iniciamos nosso 2o. dia de prazer com visita na Família Zuccardi. Que passeio incrível, ficaria o dia  todo lá.

 IMG_8470

Chegamos lá às 10 am, e já iniciamos uma visita para conhecer as dependências da vinícola. É uma grande vinícola, que produz em torno de 25 milhões de garrafa ano, bem diferente das vinícolas boutique.

Toda a visita foi bem profissional e a atenção que tivemos na loja foi excepcional.

IMG_8459  IMG_8468

Fizemos uma visita que demorou 40 min, foi bacana e pudemos aprender mais detalhes que as outras não haviam mostrado, lá a uva era amassada por uma máquina.

IMG_8464  IMG_8465

Depois fomos para o passeio de “Bike and Taste“. Degustação de bike, pode imaginar?? Nem eu, até vivenciar isso… Foi indescritível!!

O passeio é agendado de 10:30 am até 12:30 pm e no final tem uma degustação de queijos, frios e azeites. Ou seja, estupendo!!

IMG_8487  IMG_8483   IMG_8488

IMG_8491  IMG_8493

 

A essa altura Ruben nosso remis já tinha sacado que nosso problema era “La Copita”… Nos perdíamos nas taças… kkk. Ele entendeu que precisava ir atrás de nós para que agente conseguisse “respeitar” horários e roteiros e mesmo assim, só deus sabe… Nos perdemos várias vezes… kkk

Às 14:30 pm ele foi nos buscar na degustação pois ainda íamos “hacer compras” na loja de vinhos. Saldo do 2o. dia e 1a. vinícola = 12 garrafas ao todo. Comecei a pensar onde iria colocar tantas garrafas… kkk. Eles vendem na loja uns protetores de plástico que infla de 1, 2 e 3 garrafas que protege igual a um balão a garrafa e é ótimo para levar na mala, mas ocupa um pouco de espaço.

Na mala tenho levado as espumas que vem nas garrafas do free shopping, coloco duas para proteger bem e enrolo nas roupas. Também protejo a mala em volta e entre as garrafas com papelão das caixas. Nunca quebrou nenhuma garrafa. Pode-se levar plástico bolha, também funciona.

O passeio de “Bike and Taste” custava 300 pesos mas como compramos “muitas” garrafas não pagamos… Nem a 1a. visitação na área de produção. Mas deixamos um $ forte na lojinha!! Vai valer a pena o investimento.

Para mim foi a melhor visita. Profissionalismo e preço!!

Saímos de lá e não queríamos mais fazer visitas, e aí fomos a busca de comprar mais garrafas… Fomos para a La Rural, pois é uma bodega conhecida com bons vinhos, mas chegamos lá só podíamos conhecer o museu se fizéssemos a visitação, não conseguimos nenhuma prova e além do mais tivemos a sensação de estarem nos fazendo um favor, então depois de um dia tão prazeroso, não achamos que valia a pena… Saímos com uma péssima impressão… Muito diferente da Zuccardi que após tantas degustações, nós ainda conseguimos degustar alguns vinhos na loja…

Então fomos para a a Trapiche, não tínhamos agendamento também, mas quando chegamos lá fomos mega bem recebidos, estava iniciando uma visita mas não queríamos mais fazer passeios queríamos só provar para comprar, mas o gerente nos ofereceu então que participássemos da degustação de uma visita que estava terminando e prontamente aceitamos.

Além de acertar todas as uvas dos vinhos mostrados, começamos a “atrapalhar” a moça que estava apresentando conversando, “muito feio”, mas é que após tantas taças e além disso, encontramos 2 paulistas na degustação, enfim… Juntou a fome com a vontade de comer!!

Mas não ficou feio pra nós não, a moça que estava apresentando os vinhos além de ter nos passado dicas de “saidinhas” a noite, deixou a garrafa de Malbec para finalizarmos… Ou seja, chega Ruben atrás de nós para nos “salvar” de “La Copita” kkkk!!

IMG_8511  IMG_8513

Quando nos demos conta  não havia explicadora, não havia mais o grupo além de nós 4 (… e a chegada de Rubem…) e não havia ninguém que nos vendesse qualquer garrafa… Então a solução foi ir embora, mas com uma ótima impressão. E a garrafa foi toda…

O que aprendi em Mendoza e nas vinícolas é que o não você já tem, não custa tentar!!

Bom, este seria o último dia de vinícolas mas tudo pode mudar…

Segue o mapa da região…

mapa_guaymallen_maipu

Vinicolas, a descoberta dos sabores e provas!!!

Vamos a 2a etapa da viagem e digamos que mais saborosa em todos os sentidos… Os passeios nas vinícolas, tao esperado. Eu não sabia bem o que ia encontrar, já havia feito visita em outras vinícolas, cervejarias e sempre é interessante, mas o que me chamou a atenção foi o foco que essas vinícolas são para a região, além claro de algumas serem super profissionais.

Tivemos muita sorte, pois já na chegada no aeroporto de Mendoza, pegamos um remis, e já perguntamos se ele podia indicar algum remis de confiança para nos levar nas vinícolas, pois eu havia feito a reserva em algumas vinícolas mas não tínhamos como ir ainda, e prontamente ele nos disse: “Soy yo….”, e desde aquele momento entendemos que chegamos para ficar…. bebendo….. E feliz!!    IMG_8470

Preço do transfer Aeroporto/Mendoza Htl – 55 pesos.

Dica Importante:

Ruben Quiroga foi o melhor remis que podíamos ter tido, no final já estava bebendo vinho e tirando fotos conosco. Um grande presente na viagem!

Contato: Tel. 54-261-6343542. Ele trabalha na Remises Aeropuerto Mendoza Coche No. 66. Tel da cooperativa (0261) 4481122.

Podemos agendar todas as vinícolas daqui do Brasil, mas caso o remis agende, o preço nem o processo muda, e ele ainda ganha uma comissão. Ruben foi tão legal que me arrependi de ter reservado algumas daqui, e só saquei isso no último dia. Fiquei triste com isso, gostaria de tê-lo ajudado nisso, pois os 500 pesos que nos foi cobrado, foi barato pelo que fizemos e pelo que curtimos.

Encontramos um casal de americanos que estavam por uma agência lá, e cada um estava pagando US$250.

1o.  Dia Vinícola – Lujan de Cuyo

09:30 am iniciamos o dia com uma visita na vinícola Achavel Ferrer. Eu já havia reservado desde o RJ, o link de marcação é http://www.achaval-ferrer.com/eng/novedades-experiencias.asp.

Essa vinícola é pequena e produz 5 vinhos (Finca Altamira, Finca Mirador, Finca Bella Vista, Quimera e Malbec Mendoza), sendo que somente 2 chegam ao Brasil. Esta vinícola é conhecida como boutique. As vinícolas Boutique são pequenas com produção em torno de 200 mil botellas ano, mas com vinhos de altíssima qualidade.

A visita dura no máximo 1:30h. Visita-se a parte de produção de estocagem dos vinhos, o engarrafamento do vinho e depois vamos a degustação, a melhor parte claro… Este é o tour padrão, mas pode-se agendar o tour private.

Uma curiosidade bem legal é que essa vinícola só usa Barril de Carvalho Francês, e para os Fincas que é a linha Top, só usa 1 vez cada Barril, sendo que cada um custa a bagatela em torno de 1000 Euros.

Uma dica importante é, se você compra vinhos, e cada vinícola tem sua regra, você não paga a degustação ou o passeio. Lá a degustação custa 50 pesos, mas claro que não pagamos pois só eu e Ma Paul na 1a. vinícola deixamos um rombo no orçamento e a compra de 8 garrafas!!

IMG_8153 IMG_8168IMG_8171IMG_8173IMG_8151       IMG_8165

Tem também degustação de azeite, se não quiser fazer o tour, tem uns potinhos de azeite dentro da sala onde há o balcão de venda dos vinhos, com pão para degustação. Um luxo!!

O cartão de débito não passou como compra lá!! Não conte com isso. Somente o de débito e leve dinheiro se quiser trazer os bons vinhos pois os Fincas são na média de 680 pesos uma garrafa da safra de 2010. Pode piorar este cenário!!

Saímos mais pobres da Achavel Ferrer e fomos direto para a Norton. É perto uma da outra, levamos em torno de 25min. Chegamos para o tour de 12:30h chamado de “CRECIENDO JUNTO AL VINO”. Como chegamos uns 10 min antes do horário, já nos receberam com uma espumante, que claro odiei com todas as minhas forças… ai ai… Ali vi que o dia seria intenso kkk.

IMG_8178IMG_8181  IMG_8182

É uma vinícola grande com muito espaço. Foi bem bacana a visita pois temos a oportunidade de degustar o vinho em 3 tipos diferentes de armazenamento que é em Aço Inox, Barril de Carvalho e na Cava. Bem interessante além de linda.

IMG_8191   IMG_8188IMG_8194      IMG_8197

Depois fomos almoçar e escolhemos o menu de 5 opções: Cara… Como se come, mas para mim foi inesquecível! Custou 320 pesos e tínhamos 5 pratos e 5 vinhos acompanhando. Muito bacana o local apesar de eu achar que seria interessante se tivesse vista ao ar livre do restaurante.

Dica importante: Como almoçamos também não pagamos a degustação.

IMG_8213  IMG_8210 IMG_8211

Uma coisa que é bem legal na Norton é que na degustação da Cava podemos sentar em móveis feitos com Barris e as idéias são incríveis!!

IMG_8206 IMG_8204  IMG_8202  IMG_8200

Vale a pena comprar vinhos na lojinha da vinícola, em média 28 a 35 pesos se compra vinhos básicos que são ótimos. Saíram mais 4 vinhos!! Totalizando 7 com apenas 2 visitas…

Saímos de lá quase 4 pm… Rindo a toa!! Felizes até… kkk Não tínhamos outra vinícola agendada e era feriado lá também pois por incrível que pareça, só descobri que havia carnaval também na Argentina nesta viagem, então a maioria estava aberta somente na parte da manhã.

Então conversando com outra turista descobrimos que a Chandon estava aberta. Chegando lá decidimos não fazer o tour, pois achamos que era tudo a mesma coisa na altura do campeonato. Mas queríamos comprar. Então pedimos se havia a possibilidade de provar algumas espumantes que não conhecíamos. Claro que a princípio ela negou o pedido, então como brasileiras… Começamos a conversar e falar e Ma Paul a ensinou que “assim enfraquece a relação…” e 10 min depois, estávamos provando algumas taças!!

Saldo: Compra de mais 5 garrafas!! Esse saldo só aumenta… Isso por que estávamos no 1o. dia de visita. Ainda bem que minha mala pesava somente 8 kg.

IMG_8218 IMG_8219

O dia de hoje além de ter sido uma ótima experiência, foi a minha evolução em muitos sentidos… Além de ter provado, ou melhor, degustado vinhos, bons vinhos, mas Tintos!! Eu comi um tipo de polvo a vinagrete na Norton que estava uma loucura e não gosto de polvo… Comi uma parada de cebola com uma lâmina de batata meio frita estilo carpaccio que era uma loucura… enfim, proposta de degustar e viver novas sensações e emoções…

20. dia vem aí com muitas novidades!!

mapa_lujan de Cuyo

Segue mapa da região, pode ajudar na decisão…

Viagem Mendoza – Descoberta dos vinhos!

IMG_8498A viagem foi escolhida para um descanso pós carnaval, como se isso fosse possível… Com tantas vinícolas a conhecer… Uma viagem para vivenciar novos gostos e paladares, que se tornou uma grande aventura de descobertas.

Vôo
Os vôos não colaboram. Fui de Milhas ida e volta pela Gol, então acabei fechando por Buenos Aires a ida  e retornei por Córdoba direto pro RJ. Mas penso que poderia ter sido melhor ir via Chile. Retornei por Córdoba pois pensei que poderia ser uma boa escolha já que Córdoba é bem mais perto que Buenos Aires. O vôo é bom pois tem somente uma escala em Sampa, mas só vale se ficar hospedado em Córdoba pois o horário de saída é as 5am, e o último vôo que sai de Mendoza para Córdoba é as 4pm chegando as 5pm, ou seja, mofa no aeroporto ou pega um táxi e vai pra algum hotel pois não tem bagageiro no aeroporto de Córdoba para facilitar gastar umas horas conhecendo a cidade. Tudo é caro no aeroporto de Córdoba, então vá com dinheiro, além do mais só tem uma lanchonete. Existe um outro restaurante no andar térreo, mas não abriu.

Pode pegar um ônibus mas o ônibus Mendoza-Córdoba que vai direto só sai á noite às 11pm, duração da viagem 9h, e o outro parador sai às 11:30am e chega somente as 6am em Córdoba.

Distâncias – Chile/Mendoza – Aproximadamente 380km; Mendoza/Córdoba – Aproximadamente 690km e Mendoza/Buenos Aires – Aproximadamente 1200km.

Hospedagem
Ficamos hospedadas na rua mais movimentada e badalada de Mendoza, claro que foi escolhida por feeling e acabamos escolhendo certo. Quase todos os bares mais badalos de Mendoza, se encontravam na nossa porta.
Alugamos um apartamento pois preferimos ter apoio de cozinha e outras facilidades. O estado do prédio era lamentável, mas o apartamento era bom, bom custo benefício. Era um conjugado separado por um armário, até aí sem problemas, mas o ar condicionado ficava no quarto e claro com um calor de pico de verão, o ar condicionado não dava vazão, ou seja, calor insuportável na sala…Ninguém merece… Mas na hora de dormir era tranquilo pois fechávamos a porta do quarto e dormíamos felizes. Isso não virou um problema em nossa viagem.

Ficamos na Calle Aristides Villanueva. A night é lá.

Dica

Não esqueçam que na Argentina a tomada é totalmente diferente do Brasil. Levem adaptador.

Local bacana pra sair – Boliche na Calle Barraquero. Dia bom é na 4a feira.

Passeios

Pelo pouco tempo, somente 5 dias lá para beber, conversar e passear, ficamos com pouco tempo para fazer passeios. Como só tínhamos 1 dia para passeio na natureza, escolhemos o tradicional que é o passeio Altas Montanhas, para conhecer as Cordilheiras e o Monte Aconcaguá.

IMG_8445      IMG_8438IMG_8381  IMG_8247IMG_8368

Fascinante! Cada montanha tem uma cor, é impressionante. Os caminhos nas montanhas por onde a neve derrete é muito maneiro e uma aula de geografia. A estrada frequentemente fecha com desmoronamentos de pedras, não me convenceu da segurança, mas esquecemos esse ponto com a beleza do local e do caminho. Fomos pela agência Wanka. Todas as agências fazem os mesmos passeios, os preços variam um pouco de uma pra outra, mas até os dias dos passeios são os mesmos.Esta foi a mais barata na ápoca, mas em compensação o Ônibus que fomos era um pouco velho e não foi muito legal, eu vi vans e outros ônibus melhores e mais novos. Pela Wanka pagamos o passeio Altas Montanhas 170,00 pesos à vista.

O passeio sai às 07:30am e retorna às 8pm. Anda-se muito dentro do ônibus com a guia tagarelando o tempo todo, é de enlouquecer, mas o passeio vale. Eu ainda acho que valeria a pena ter alugado um carro pra fazer este passeio, mas não tinhamos muito tempo pra organizar tudo.

O passeio vende que paramos no Mirante para ver o Monte Aconcagua, isso é quase verdade, só esquecem de falar que o Mirante é uma parada na estrada e que o Monte fica a 50km de distância e com isso só conseguimos ver uma parte do pico, mas mesmo assim vale a pena o visual.

IMG_8295 IMG_8307  IMG_8299

Próxima parada é o Mirante do Cristo Redentor. Divisa Chile/Mendoza. Muito visual! Sobe um mega caracol de estrada de terra, é muito sinistro, a sensação que vamos cair lá de cima, e é um sobe desce de carros surreal…

Mesmo em um verão de 40 graus, leve casaco, venta muito. Estava em torno de 3 graus lá em cima.

IMG_8343   IMG_8326 IMG_8358     IMG_8362IMG_8354 IMG_8350

Saindo de lá fomos almoçar em um lugarejo perto que moram no local exatamente 8 pessoas. Almoço custava 58 pesos comida liberada mas não achamos a cara muito convincente, nós havíamos levado sanduíches então foi o que almoçamos.

Saímos de lá e fomos em direção a Ponte dos Incas. Muito maneiro! No local havia um hotel que foi destruído com a queda das pedras e segue toda uma lenda em cima disso pois havia uma igreja ao lado do hotel que está em pé até hoje.

É uma fonte de Hidróxido de Sódio que faz multi cores em tons de amarelo e laranja. Bem interessante além de linda.

IMG_8405 IMG_8395

Outro passeio que não conseguimos fazer mas gostaríamos muito e ficará como pendente para uma 2a. visita à Mendoza é o Canyon de Atuel, pelas fotos vale muito a pena, mas fica a quase 200km de Mendoza e por isso ficou longe.

Sobre as vinícolas falaremos em um outro post… Espero que tenha ajudado.

 

PERU – 8 dias

A viagem começou por Cuzco.

Passagem RIO/Lima/Rio. O trecho Lima/Cuszo comprei na hora. Paguei USD 110. Se comprar com antecedência acha mais barato, mas fiquei com medo do vôo atrasar ou ter que ficar mofando no aeroporto de Lima. Tem vôo toda hora para Cuzco. Quando cheguei a Cuzco, peguei um táxi no aeroporto mesmo do lado de fora esperando.

CUZCO

Cuzco é uma cidade tipicamente Inca, super caracterizada. Tem bons restaurantes e alguns bares tipicos. Fiquei 4 dias. Se eu fosse viajar para lá novamente, hoje não ficaria tantos dias, se eu tivesse poucos dias de viagem. Muita igreja e museu a se visitar.

Existe um passaporte turistico que dá direito a visitar 50 lugares diferentes em Lima e arredores, não fui nem a 20 mas com certeza saiu mais barato do que pagar por cada um separadamente.

Fiquei em um hotel super bem localizado, mas tenho que assumir que não tenho o nome.

Peru 097

Sobre o problema de altitude, somente no 1o. dia fiquei com o nariz e a gargante arranhando e muito seca, mas no dia seguinte super pronta para as caminhadas. Claro que cada escada é uma vitória.

Peru 107 Peru 140Peru 144 Peru 160Peru 162Peru 174

Em Cuzco tem um tour que eles chamam de city tour, no qual visita várias ruínas na cidade e bairros do entorno da cidade. Bom na minha opinião, o único que vale a pena realmente é o Tipon muito bacana. Lá dá para se ter a real idéia de sociedade, atividades e dos canais de irrigação perfeitos.Peru 565 Peru 569 Peru 580 Peru 596

A estação de trem fica na parte baixa da cidade, e lá se pode comprar o bilhete de trem. Dependendo da época que se vá, a fila fica “kilométrica” para compra dos tickets. Pode comprar de mais 2 formas: Caixa eletrônico na própria estação ou via internet e quando chegar lá, só troca pelo bilhete na estação.

Faz muito frio em Cuszo dependendo da época, fui em maio e já estava bem frio.

Contratamos o mesmo taxista que nos trouxe do aeroporto, para nos levar ao Vale Sagrado, e no final do dia nos deixar em Ollaitaytambo, visitar as ruínas e pegarmos o último trem para Macchu Picchu.

VALE SAGRADO

O Vale Sagrado é lindo. O modo de cultivo no Vale Sagrado como um todo são nos morros, onde cada família tem uma parte e cultiva seu espaço.

Peru 201

PISAQ

primeiro sítio que visitei foi Pisaq. Indescritível. É um passeio de 3 h pelo menos. Depois de Macchu Picchu na minha opinião, essa cidade é a mais completa.

Peru 212 Peru 238 Peru 216 Peru 226 Peru 233 Peru 249 Peru 275 Peru 261 Peru 263 Peru 254

 

Salinas de Mayra

Normalmente é um passeio a parte do tour Vale Sagrado mas como contratamos um taxista particular, e acordamos com ele de incluir no passeio. É inexplicável. Surge de um filete de água mega pequeno, que deve vir de alguma mina de Potássio, mas a lenda dos locais é que ninguém sabe onde é. Cada família cuida do seu espaço assim como na agricultura, que é dividido com outras famílias. Parece uma colmeia branca… Curti!

Peru 328 Peru 329 Peru 333 Peru 338

Maruas

Outro sítio arqueológico fantástico. Indescritível a energia do local. Esse é o mais longe de todos.

Peru 311Peru 313 Peru 315

Ollaitaytambo

É uma cidade indescritível. Se fosse hoje eu ficaria pelo menos uma noite lá. Vale muito a pena. É uma Búzios no Peru e dentro de uma montanha. A cidade fica dentro de um sítio arqueológico e tudo tem clima de “tenda de Índio”. Muito maneiro…

O taxista nos deixou lá, no final do dia. Até tarde demais pois tivemos que fazer a visita correndo. Saímos de Cuzco por volta de 8am. Visemos a visita e fomos para a estação de trem para pegar nosso trem em direção à Cidade de Águas Calientes – Macchu Picchu. Na estação enquanto você espera o trem, fica na rua e vai amontoando e quase vira uma zona organizada….

Peru 359 Peru 366 Peru 368Peru 369

ÁGUAS CALIENTES – MACCHU PICCHU

Peru 557

Cheguei por volta de 23h. Não tinha reserva. Seguindo a linha do trem paralelo a beira do rio, encontrei um Hotel com um preço ótimo mas o conforto ficou bem longe tenho que confessar. Mas por uma noite serviu.

A porta não tinha chave, achei bem esquisito na época. Depois soube que não tem chave por causa de tromba D´Água que lá é bem frequente. É tão frequente que tem uma sirene que toca quando corre e tem um nome já, que não lembro agora. Bom conselho é evitar dormir em hotéis na beira do rio como eu fiz.

Acordei às 5 am para subir para ver o por do sol em Macchu Picchu. Existe um ônibus e uma fila também. Bom, deve-se avaliar o tempo, pois o sol mesmo só abriu às 11 am, então se o tempo não estiver bom não vale a pena sair tão cedo. A menos que seja para subir o Morro, que se não chegar na porta da trilha até 8 am, não consegue mais subir, pois tem um número limitado de pessoas para subir por dia. E essa porta é lá no fundo do local, tem que atravessar todo o sítio arqueológico.

A cusco da entrada não é barata para Macchu Picchu, e o guia também não. Tive a impressão que metade do que eles falam é pura invenção, mas acho que vale a pena. Na época em que viajei, não havia caixa eletrônico em Águas Calientes, não sei hoje.

Sobre Macchu Picchu, dispensa qualquer outro cometário.

Peru 388 Peru 411 Peru 415 Peru 432 Peru 441 Peru 445 Peru 461 Peru 468 Peru 500 Peru 544 Peru 551 Peru 453Peru 483

Não é fácil andar e subir todas as escadas que tem por lá. Com o ar rarefeito… Mas quando o Sol abre entra uma energia no local radiante, mas também é muito quente. Dá para fazer tranquilamente o passeio indo cedo e retornando para Cuzco no último trem no mesmo dia.

LIMA

Peguei um táxi no desembarque do aeroporto que foi metade do preço.

Lima é uma cidade multi idéias, que tem bairros antigos que explode cultura e outros mais modernos sem muito a dizer.

Existe um shopping que fica de frente pro mar em cima das rochas bem interessante de ir. Aliás, a geografia de Lima é bem maneira, é como se a cidade começasse em um paredão ou uma gigante falésia. Ah! E a praia é de pedra… Pacífico!!

Peru 709Peru 717

Fiz o tour no ônibus city tour, que tem direito a descer em qualquer ponto turístico pré estabelecido. Compra um bilhete que vale 24h, acho que super vale a pena. Lima é uma grande cidade. Esse tour incluía o tour noturno que conhecemos o Balé das Águas. Fantástico!! Você brinca com a água e seus movimentos com música. Vale a pena.

Peru 760 Peru 771 Peru 783 Peru 796 Peru 801

Até a próxima…